No Olho do Furacão

14/07/2010

Posted in Sem categoria by franvogner on 15/07/2010

Dia estranho. Notícias (diferentes) de hospital, coma e morte de pessoa próxima. Acordar com uma ligação bastante perturbadora as 4h da manhã , receber outra no meio da manhã e a suspeita de um possível falecimento agora, trás a consciência aqueles detalhezinhos que sublimamos dia a dia: que carregamos um cadáver nas costas (o nosso próprio) e que viver é também contar quantos se foram.